tra3

CURSOS - Dia 11 de setembro (terça-feira)

01. Faturamento Hospitalar – AIH cirúrgica
• Principais dúvidas em procedimentos cirúrgicos.
• Procedimentos Múltiplos; Sequencias e Politraumatizados.

02. CBHPM X TUSS – A lógica das tabelas

03. Cid – 10º e 11º– O que você precisa saber
Como classificar a assistência na internação? Principal e Secundário; Capítulos XVI, XIX e XX.
A Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID) é um catálogo publicado pela OMS o que estabelece códigos para a classificação e padronização de doenças, contemplando uma ampla variedade de sinais, sintomas, causas externas, lesões, distúrbios e outras condições relacionadas à saúde.
A CID10 é a que esta em vigor. A 11ª revisão da CID está prevista para este ano.

04. A arte de Faturar na Saúde Suplementar

05. A importância da Recepção no processo de Faturamento em Saúde Suplementar
A recepção numa instituição hospitalar deve ser minuciosa ao recolher dados do paciente, pois é a partir desse setor que o paciente entra na instituição. O trabalho conjunto entre a recepção e o faturamento precisa de atenção especial, pois é através dessa parceria que pode se chegar a um resultado final aceitável para a instituição.

06. CNES - Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde
O CNES é obrigatório para todos os estabelecimentos públicos, privados e conveniados, seja pessoa jurídica ou física. O CNES é a única fonte oficial informatizada que organiza dados referentes aos estabelecimentos de saúde, entre outros, disponibiliza dados de identificação, área física, equipamentos, atendimento prestado, serviços disponíveis, profissionais e suas respectivas ocupações. Negligenciá-lo pode acarretar muitos problemas para todos.
Manter os dados no CNES corretos e atualizados é de responsabilidade de todos, mas em especial do estabelecimento de saúde.

07. Faturamento Ambulatorial
• Principais dúvidas dos procedimentos informados através do BPA-I e APAC tais como: quantidade máxima; exigência de autorização; consultas, atendimentos e acompanhamentos; procedimentos cirúrgicos;
• Controle e Auditoria.

08. Sistema de Captação e Processamento: SIA, SIHD e CMD
Sistema de informações: conjunto de elementos ligados à captação/coleta, processamento e disseminação de dados:
FPO e SISAIH01; SIHD; Principais Relatórios; Críticas e Rejeições.
A forma como você utiliza as informações para tomar decisões no seu cotidiano é que faz a diferença.
Exemplo: Antes de sair de casa, é natural verificarmos as condições climáticas para decidir se levar ou não o guarda-chuva.
Assim, rapidamente conseguimos listar situações em que a tomada de decisão é orientada pelas informações disponíveis.
Vale ressaltar que a disponibilidade de informações não garante a assertividade das ações. A lógica é reduzir ao máximo as incertezas para decidir, baseando-se em evidências.

09. Rastreabilidade de OPME

10. Prontuário do Paciente – digital, eletrônico, papel e certificação digital
O prontuário é um documento indispensável para o atendimento dos pacientes e para os profissionais que prestam assistência.
Ele contém dados pessoais de identificação, dados socioeconômicos e principalmente as informações de saúde. Definições e dúvidas quanto às modalidades, guarda e principais processos

11. Ética e responsabilidade técnica na auditoria
O cenário atual da Saúde Suplementar no Brasil, somado ao crescente avanço tecnológico exige dos profissionais que atuam nessa área, uma nova dinâmica na avaliação da prestação de serviços voltada para racionalização da assistência e redução dos custos sem comprometimento da qualidade. Nesse sentido suas atividades devem contribuir para a melhoria de processos e resultados da assistência.

12. Transplantes – Faturamento no SUS e Saúde Suplementar - Controle e Auditoria
• O que é morte encefálica;
• Protocolo para captação: eleição; entrevista com familiares e captação;
• O processo: indicações, cadastro, escolha do doador e contra indicações absolutas para a captação;
• Como registrar os procedimentos: o que pode ou não pode;
• A captação no Hospital que não atende ao SUS.